Tive de o matar

  • Title: Tive de o matar
  • Author: Romana Petri
  • ISBN: 9789896230630
  • Page: 339
  • Format: None
  • Tive de o matar Uma hist ria de vingan a divertida e surpreendente de uma das mais originais escritoras contempor neas Lulu tem trinta e oito anos divorciada e vive num apartamento com o seu filho pequeno uma mulh
    Uma hist ria de vingan a, divertida e surpreendente, de uma das mais originais escritoras contempor neas.Lulu tem trinta e oito anos, divorciada e vive num apartamento com o seu filho pequeno uma mulher com um profundo sentido de justi a, que tenta desesperadamente separar o bem do mal Ensina numa penitenci ria feminina e todas as manh s ouve das suas alunas hist riaUma hist ria de vingan a, divertida e surpreendente, de uma das mais originais escritoras contempor neas.Lulu tem trinta e oito anos, divorciada e vive num apartamento com o seu filho pequeno uma mulher com um profundo sentido de justi a, que tenta desesperadamente separar o bem do mal Ensina numa penitenci ria feminina e todas as manh s ouve das suas alunas hist rias de vingan a e trai o lavadas em sangue De h um tempo a esta parte Lulu tamb m come ou a ter vis es Ricardo Cora o de Le o, Carlos Magno e outros personagens hist ricos que lhe aparecem de noite e com quem fala Acho que me est o a incentivar para concretizar algo que tenho vontade de fazer Ser o estes fantasmas a gui la na sua vingan a E uma noite, em pleno transe, Lulu armada de uma espada encontra se com o seu marido e as amantes dele.Cruzando de uma forma not vel a realidade com o imagin rio, o pulp com o fant stico, Romana Petri apresenta ao leitor uma f bula negra e grotesca, mas tamb m emocionante e divertida, com um desfecho surpreendente, que a consagra como uma das mais interessantes e originais escritoras contempor neas.

    • Tive de o matar « Romana Petri
      339 Romana Petri
    • thumbnail Title: Tive de o matar « Romana Petri
      Posted by:Romana Petri
      Published :2019-05-23T10:12:25+00:00

    About Romana Petri


    1. Romana Petri Roma, 1965 una scrittrice e traduttrice italiana.Figlia del cantante e attore Mario Petri, vive tra Roma e Lisbona Insieme al marito Diogo Madre Deus dirige la casa editrice Cavallo di Ferro.Critica letteraria, traduttrice dal francese, dallo spagnolo, dal portoghese di autori come Jean Marie Gustave Le Cl zio, Alina Reyes, Adolfo Bioy Casares, Anne Wiazemsky, Helena Marques, Ana Nobre de Gusm o, In s Pedrosa, Jo o Ubaldo Ribeiro, ha recentemente tradotto dall inglese Il diario di Adamo ed Eva di Mark Twain Autrice di radiodrammi per la Rai, ha pubblicato diversi contributi per le testate Leggere, Nuovi Argomenti e l Unit collabora oggi con Il Messaggero e La Stampa I suoi libri sono tradotti e pubblicati in Germania, Stati Uniti, Olanda, Inghilterra, Francia e Portogallo.


    966 Comments


    1. Troppo facile. L'assoluzione, la perfezione alla fine di tutto. Si è presa tutto: soddisfazione, vendetta. Amici invisibili esasperanti, ma che alla fine invece che essere solo mille volti di una stessa coscenza che ha bisogno di avere una spinta per compiere il primo passo divengono reali, una setta per un "mondo migliore", perché se lo merita alla fine, perché ha sempre rispettato tutte le virtù insegnatele, perché non si é lasciata sporcare.Questo è il senso? Se ti lasci sporcare, se v [...]

      Reply

    2. I have mixed feelings about this book. On one side, I find it a great accomplishment that a story so wild and so based on delirium, can be kept interesting - which this one can, at least for the first half of the book - on the other side, there was a time when it became to much delirium for me. But it's definetly a very very unusual book and worth reading just for that.

      Reply

    3. You may think that it is a hard book because of the title but you will get so into the story and end up in a fantasy world that you will really love it!

      Reply

    4. Este é um livro muito diferente do habitual. Gostei de algumas partes, mas outras eram algo estranhas e acabou por se tornar demasiado fantasioso para o meu gosto. Não era o que esperava.

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *